Priscilla McInnes Queiroz Campos

Avianca inicia aposentadoria de Fokker 100

A Avianca Brasil vai reduzir o ritmo de expansão da oferta de voos em 2013 diante do atual cenário adverso do setor aéreo. A empresa pretendia começar a devolver suas 14 aeronaves Fokker MK-28, o chamado Fokker 100, no segundo semestre de 2014. 

O plano será antecipado para janeiro do ano que vem. “O nosso plano ‘A’ era continuar a expandir a frota, recebendo novas aeronaves e mantendo os Fokker até 2014. O plano ‘B’ era substituir os Fokker pelas aeronaves novas da Airbus que vamos receber no ano que vem”, disse o presidente da Avianca Brasil, José Efromovich. 

A decisão tem o objetivo de desacelerar o crescimento da companhia, que ampliou em 87% sua oferta de assentos para voos domésticos neste ano, a maior expansão do mercado. O aumento da capacidade fez a participação de mercado da empresa atingir 5,5% em setembro deste ano, contra 3,8% registrados no mesmo mês do ano passado, segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). 

A Avianca começou a usar o Fokker em 2006, quando ainda se chamava Ocean Air. As aeronaves vieram da American Airlines e hoje têm cerca de 20 anos de operação. A empresa planeja devolver nove aeronaves do modelo até o fim do ano que vem. “Existe uma oferta no mercado brasileiro maior do que a necessária”, explica Efromovich. 

A empresa já tem cinco aeronaves Airbus A318 previstas para chegar em 2013, mas o número pode ser maior, dependendo das condições do mercado. Por ter os mesmos controladores que a Avianca colombiana, a companhia brasileira pode receber aeronaves encomendadas pelo grupo se o mercado reagir. “Temos essa flexibilidade”, disse Efromovich. “Essa decisão faz parte do planejamento da empresa. Se achasse que o mercado está bom, a companhia receberia os Airbus e ficaria mais tempo com os Fokker”, avaliou o professor de Ciências Aeronáuticas da PUC-RS, Elones Ribeiro. Apesar da desaceleração, a Avianca ainda planeja ampliar em cerca de 30% sua oferta de assentos no ano que vem. 

A expansão é possível porque as aeronaves Airbus A318 têm 120 assentos, contra 100 do Fokker. As líderes TAM e Gol adotaram neste ano uma postura mais conversadora nos seus planos de expansão. A Gol prevê reduzir sua oferta de assentos em 4,5% neste ano e, a TAM, em 2%. Em 2013, a perspectiva é de novos cortes. A TAM deve diminuir em até 7% sua oferta e a Gol prevê uma queda entre 5% e 8% só no primeiro semestre. Essa retração é uma tentativa das empresas de voar com aviões mais cheios e elevar a rentabilidade.


As informações são"".Sempre é citado o link de referência. O conteúdo é de Responsabilidade:

Priscilla McInnes Queiroz Campos

About Priscilla McInnes Queiroz Campos -

Author Description here.. Nulla sagittis convallis. Curabitur consequat. Quisque metus enim, venenatis fermentum, mollis in, porta et, nibh. Duis vulputate elit in elit. Mauris dictum libero id justo.

Subscribe to this Blog via Email :
© Copyright 2017 12Aérea News. Designed by HTML5 | Distributed By . G12horas.Aerea.