Priscilla McInnes Queiroz Campos

Embraer estuda a compra do negócio deficitário da TAP no Brasil.

Fabricante de aviões brasileira é uma das interessadas na empresa de manutenção que a TAP detém no Brasil e que é cronicamente deficitária, com 50,2 milhões de euros em prejuízo no ano passado. Contrapartida seria investir mais em Portugal.


A Embraer está a estudar, em conjunto com o Governo brasileiro, a compra da TAP Manutenção & Engenharia, a unidade que a transportadora detém no Brasil desde 2005 e que desde então tem dado sempre prejuízo, escreve hoje o "Público". O Executivo quer desfazer-se desta unidade para poder avançar novamente para a privatização da transportadora. Com a Embraer seria possível negociar, como contrapartida, um maior investimento da empresa em Portugal, que já despendeu 117 milhões em duas fábricas em Évora.
A M&E Brasil foi adquirida pela TAP à Varig, companhia aérea brasileira que faliu, em 2005. De lá para cá deu sempre prejuízo, apesar de ter vindo a suavizar as perdas: se em 2011 perdeu 62,7 milhões de euros, no ano passado "apenas" registou um prejuízo de 50,2 milhões de euros. É esta unidade que mais pesa no resultado negativo do grupo TAP em 2012, que teve um prejuízo de 42,2 milhões de euros.
As ofertas preliminares para comprar a subsidiária deverão ser apresentadas ao Governo este mês. Já houve pelo menos seis abordagens à TAP para comprar a Manutenção & Engenharia. A Embraer surge como um investidor aliciante para o Governo porque permite contrapartidas para Portugal no negócio.
Brasil prejudicou primeira tentativa de privatização
É que não há perspectivas de encaixar dinheiro na venda deste negócio tão deficitário e o Executivo estará mesmo convencido que tem de pagar para vender esta unidade de negócio, se não encontrar um parceiro com quem possa negociar contrapartidas, como a Embraer.
Na primeira tentativa de privatizar a TAP, o facto de o pa cote de venda incluir a unidade de manutenção brasileira afastou alguns candidatos - o grupo IAG, que resulta da fusão entre a British Airways e a Iberia, desistiu do negócio por causa da subsidiária brasileira, que tem fábricas no Rio de Janeiro e em Porto Alegre. A empresa tem cerca de dois mil funcionários.

As informações são"fonte: jornaldenegocios.pt".Sempre é citado o link de referência.

Priscilla McInnes Queiroz Campos

About Priscilla McInnes Queiroz Campos -

Author Description here.. Nulla sagittis convallis. Curabitur consequat. Quisque metus enim, venenatis fermentum, mollis in, porta et, nibh. Duis vulputate elit in elit. Mauris dictum libero id justo.

Subscribe to this Blog via Email :
© Copyright 2017 12Aérea News. Designed by HTML5 | Distributed By . G12horas.Aerea.